Rua Santos Dumont, n° 722/728
Processo 27/2001

Edifício de estilo Neoclássico, inicialmente abrigou o frigorífico do Sr. José Buchler, conhecido como surdo. Encontraram-se registros do estabelecimento desde 1908. Ocupou parte inferior do imóvel como dependências para empregados, instalação da fábrica manteve-se no prédio até aproximadamente 1935. Tombado em

Inicialmente o prédio abrigou o frigorífico do Sr. José Büchler, conhecido como “surdo”, fabricava grande variedade de salames e conservas. Encontram-se registros dos estabelecimentos desde 1908. Ocupou a parte inferior do imóvel com as dependências para empregados, instalações da fábrica de salames, banha e carne defumada, manteve-se no prédio até aproximadamente 1935.

O imóvel permaneceu fechado por cerca de 15 anos, quando em 1950, D. Edite Zanetti, costureira, foi morar na parte superior do imóvel, nos primeiros anos o térreo continuou fechado.

D. Edite morou nesse endereço por volta de 20 anos. Nessa mesma época esteve ocupado a parte inferior a Ótica Aristides, sendo mais tarde substituída pelo Restaurante Massalândia.