Imóvel da Rua Dr. Paula Xavier, nº 940
Processo: 05/2003

O referido imóvel foi construído no ano de 1944, pela “Irmãos THÀ- Engenharia Arquitetura e Construções” (procedente de Curitiba), em terreno adquirido em 1941 pelo Sr. Leopoldo Guimarães da Cunha. No envoltório da casa foi projetado o jardim, sendo que este permanece com as características originais.
O proprietário nasceu em 1904, sendo filho de Theóphilo Alves da Cunha e Maria Jovita Guimarães da Cunha. Era o único homem da família, tendo mais três irmãs: Otília, Ismênia e Amanda.
Leopoldo iniciou os estudos em Ponta Grossa e posteriormente concluiu o curso de Engenharia na Escola Politécnica de São Paulo. Em viagem de férias à cidade de Poços de Caldas, em Minas Gerais, conheceu Hebe Junqueira Santos, filha do Sr. Marçal Santos e Maria Verônica das Dores Junqueira, que tinham mais quatro filhos: Roberto, Margarida, Iris e Marcelo.
Desde os primeiros encontros, Leopoldo e Hebe iniciaram um romance, casando-se na década de 1930, em Minas Gerais. Logo após o matrimônio, o casal veio residir em Ponta Grossa, inicialmente próximo á Praça Floriano Peixoto e posteriormente, quando já tinham os quatro filhos- Vera, Otto, Marcus e Ricardo- mudaram-se para a nova casa, em 1944, que havia sido recém-construída.
Leopoldo Guimarães da Cunha faleceu prematuramente, em 1946, aos 42 anos de idade, deixando todas suas atividades industrias sob responsabilidades de sua esposa.
No ano de 1949 Hebe Santos casou-se novamente, com o advogado Petrônio Fernal, que morava em Sorocaba, São Paulo, local onde foi realizada a cerimônia. Logo após, Petrônio transferiu-se para Ponta grossa, assumindo a direção das Indústrias Theóphilo Cunha S.A.; e dois anos depois de sua vinda, foi eleito Prefeito desta cidade (de 1951 a 1955). Faleceu vítima de enfarto, em 1968.
A família Cunha destacou-se no setor econômico e político, com o Sr. Otto Santos da Cunha, foi Prefeito de Ponta Grossa de 1983 a 1989, bem como foi deputado federal e seu filho Leopoldo Cunha Neto é vereador.
Segundo depoimento de Hebe Santos Fernal, recordando bons momentos vividos na casa, ocorreram diversas festividades, com a presença de familiares vindos de Minas Gerais, aniversários e outras comemorações.
Pesquisadora- Isolde Maria Waldmann – Seção de Pesquisa e Arquivo – Compac